Amêndoa: fruto ou semente?

Spread the love

 

A AMENDOEIRA É UMA CULTURA TRADICIONAL EM PORTUGAL, cujo cultivo remonta o século 700 D.C, introduzida pelos Árabes e cuja beleza, especialmente na floração, foi musa de lendas e histórias ao longo dos séculos.

Atualmente, a amêndoa está presente em Portugal um pouco por todo o país, estando fortemente entranhada na gastronomia e cosméticos. Graças ao seu poder de conservação, é possível consumir e manter amêndoa fresca durante todo o ano.

 

Figura: A “Lenda das Amendoeiras Floridas” retrata a amêndoa em flor como um manto de neve que ajuda a princesa Gilda a matar saudades de casa no Norte

 

Porém, o que é realmente a amêndoa?

Apesar de ser categorizada como fruto seco – denominação que se dá aos frutos com uma percentagem de água naturalmente baixa, sem qualquer intervenção Humana – o componente comestível da amêndoa é a semente que surge aquando a maturação do fruto.

O fruto em si é muito semelhante a um pêssego, ameixa ou cereja, visto pertencerem todos ao mesmo género: Prunus L. que se carateriza pelo fruto ser uma drupa, contendo no seu interior um caroço, maioritariamente único e de proporções consideráveis. 

 

Figura: O fruto é uma drupa, constituído por mesocarpo – polpa – e endocarpo – caroço

 

Figura: O fruto da amêndoa, à medida que amadurece, vai secar e enrijecer o mesocarpo levando a que este quebre e exponha o caroço

 

Que tipos de amêndoa existem?

É igualmente importante salientar que a amêndoa surge em dois tipos: amêndoa doce e amêndoa amarga.

A amêndoa amarga contém amigdalina – um glicósido cianogénico que pode causar intoxicações quando consumido em excesso. Estas variedades de amêndoa amarga são essencialmente usadas para transformação, não sendo apreciadas no mercado de consumo em fresco devido ao sabor e à moderação com que devem ser consumidas.

Apesar de ainda ser possível observar a sua utilização como porta-enxerto em pomares mais antigos, graças à sua aptidão para zonas mais secas, a amêndoa amarga está a ser cada vez mais substituída por novas alternativas, como porta-enxertos híbridos e de amêndoa doce.

 

Gostarias de saber mais sobre esta cultura? Participa então na próxima edição do curso Cultura da Amendoeira da AgroB Business School EV, com aulas em videoconferência com o Prof. Doutor Albino Bento, e fica a saber tudo sobre a implantação, manutenção, condução e colheita de pomares de amendoeira.

 

 

Conhece ainda o novo programa tutorial Operações de Poda na Amendoeira, com manuais e vídeos demonstrativos, e aprende tudo sobre os diferentes tipos de poda (poda de formação, poda de frutificação e poda de rejuvenescimento), as diferentes incisões para controlo do vigor e indução da formação de novas ramificações, além dos principais aspetos da fisiologia da amendoeira que influenciam a forma como conduzimos e podamos a árvore.

 

 

Autora do artigo:
Filipa Ferreira (Técnica e investigadora agrónoma)