10.2.1.4 – Cadeias curtas e mercados locais – ADD

Disponível Até: 26/04/2021

Medida de Apoio
10.2.1.4  | Cadeias curtas e mercados locais  |  PDR2020  | Mercado Locais | Gal ADD

Intervenções a Apoiar
–  Criação, ou modernização de infraestruturas existentes de mercados locais
– Ações de promoção e sensibilização para a comercialização de proximidade que permitam escoar e valorizar a produção local
– Armazenamento, transporte e aquisição de pequenos estruturas de venda
– Desenvolvimento de plataformas eletrónica e materiais promocionais

Objetivos
– Promover o contacto direto entre o produtor e o consumidor, contribuindo para o escoamento da produção local, a preservação dos produtos e especialidade locais, a diminuição do desperdício alimentar, a melhoria da dieta alimentar através do acesso a produtos da época, frescos e de qualidade, bem como fomentado a confiança entre produtor e consumidor
– Incentivar práticas culturais menos intensivas e ambientalmente sustentáveis contribuindo para a diminuição da emissão de gases efeito de estufa através da redução de custos de armazenamento, refrigeração e transporte dos produtos até aos centros

Nível de Investimento
Entre 5.000 € e 200.000 €

Limite e Taxa de Apoio
– A fundo perdido até ao limite máximo de 200.000 € de apoio por beneficiário, durante o período de programação
–  Nível de apoio de 50% do investimento material elegível  e 80% do investimento imaterial elegível

Área Geográfica
– Concelho de Aguiar da Beira, Mangualde, Nelas, Penalva do Castelo e Sátão

Despesas Elegíveis
– Aquisição de equipamentos para preparação, embalagem e acondicionamento de produtos
– Aquisição de equipamentos para a comercialização dos produtos, como sejam bancas de venda e sinalética
– Aquisição ou adaptação de viatura indispensável à atividade objeto de financiamento
– Produção de embalagens e rótulos
– Equipamento informático
– Construção ou obras de adaptação ou modernização de edifícios, incluindo equipamentos no domínio da eficiência energética e energias renováveis
– Equipamentos não diretamente produtivos, nomeadamente equipamentos visando a valorização energética
– Estudos e projetos necessários para a criação de cadeias curtas, desde que realizadas até seis meses antes da data de apresentação da candidatura, até ao limite de 5 % da despesa elegível total aprovada da operação
– Consultoria em áreas específicas para apoio técnico aos agricultores no âmbito de uma cadeia curta
– Conceção de embalagens, rótulos e logótipos
– Planos de comercialização, ações e materiais de promoção
– Software standard e específico, incluindo o desenvolvimento de plataformas eletrónicas de comercialização e websites
– Outras despesas intangíveis diretamente associadas a atividades comerciais

Beneficiários
– GAL ou as Entidades Gestoras (EG)
– Associações constituídas, cujo objeto social consista no desenvolvimento local
– Associações, independentemente da sua forma jurídica, constituídas por produtores agrícolas
– Parcerias constituídas por pessoas singulares ou coletivas, que integrem, no mínimo, três produtores agrícolas
– Autarquias locais, apenas quanto à tipologia de ações «mercados locais».

 

Para obter apoio nesta matéria, entre em contacto connosco através do endereço de e-mail dep.comercial@espaco-visual.pt ou através dos contactos telefónicos:  224509047   |  917075852