Região do Alentejo Promove o seu Património Natural e Cultural

Região do Alentejo Promove o seu Património Natural e Cultural

De 24 de janeiro a 30 de abril, a Região do Alentejo tem concurso aberto para melhoria do seu Património Natural e Cultural, no seio do Domínio do Desenvolvimento Local de Base Comunitária, nos seus 11 Grupos de Ação Local (GAL)

O objeto destes avisos consiste em promover a conservação e valorização dos ativos naturais e histórico-culturais para consolidar a Região como destino turístico associado a uma oferta qualificada e ajustada às características ambientais, naturais e patrimoniais, reforçando a sua identidade de território de qualidade. Com um enquadramento efetuado de acordo com os princípios definidos na Prioridade de investimento 6.3 do objetivo temático 6, estes avisos têm como objetivo específico a conservação e valorização do património cultural e natural enquanto instrumentos de sustentabilidade dos territórios designadamente através da sua valorização turística.

 

São passíveis de financiamento as operações enquadradas nas Estratégias de Desenvolvimento Local (EDL) aprovadas e que contemplem projetos das tipologias abrangidas pelas:
a) Património Cultural:
   ii) Proteção, valorização, conservação e promoção do património histórico e cultural com elevado interesse turístico, incluindo em particular aquele que já é Património da Humanidade reconhecido pela UNESCO;
   iii) Modernização e dinamização de museus e de outros equipamentos culturais de divulgação do Património e de elevado interesse turístico;
   v) Organização e promoção de eventos com impacte internacional;

b) Património Natural:
   i) Criação e requalificação de infraestruturas de apoio à valorização e visitação de Áreas Classificadas, bem como outras áreas associadas à conservação de recursos naturais, incluindo sinalética, trilhos, estruturas de observação e de relação com a natureza, unidades de visitação e de apoio ao visitante, rotas temáticas, estruturas de informação, suportes de comunicação e divulgação;
   iii) Programas e ações de desenvolvimento do turismo associado à natureza, incluindo conteúdos digitais, plataformas digitais e planos de marketing específicos, assentes nos recursos naturais e direcionados para o reforço da visibilidade, interna e externa, das Áreas Classificadas e da região, em articulação com a conservação desses recursos;
   iv) Elaboração de Cartas de Desporto da Natureza;
  vi) desenvolvimento de infraestruturas verdes, em meio urbano ou rural, incluindo o estabelecimento de corredores ecológicos, de forma a assegurar a proteção e, quando relevante, a reposição dos serviços dos ecossistemas, incluindo a fruição.

c) Promoção Turística
   i) Promoção turística de territórios de elevado valor natural, cultural e paisagístico, bem como a promoção do turismo da natureza, do turismo aventura ou de práticas mais tradicionais de turismo cultural e turismo religioso;
   ii) Criação e promoção de novas rotas turísticas, centradas em recursos e produtos endógenos (como os vinhos), artes e saberes (como o vidro, lanifícios e cerâmica) e na produção cultural (como os escritores);
   iii) Utilização das TICE, sinalética e outros instrumentos de aproximação e visibilidade da região e do seu património nos mercados e junto dos visitantes.

 

Os beneficiários desta medida são os municípios (para as tipologias de operações fora do âmbito dos Pactos de Desenvolvimento e Coesão Territorial), e as entidades privadas sem fins lucrativos, agentes culturais e organizações não governamentais da área do ambiente e proteção da natureza (ONGA), mediante protocolo ou outras formas de cooperação com as entidades referidas anteriormente, pertencentes aos concelhos de:

ADER-AL - Associação para o Desenvolvimento em Espaço Rural do Norte Alentejo - Arronches, Campo Maior, Castelo de Vide, Crato, Elvas, Marvão, Monforte, Nisa, Portalegre e Sousel (todos pertencentes ao distrito de Portalegre)
ADL - Associação de Desenvolvimento do Litoral Alentejano (Costeiro e Rural) - Odemira (pertencente ao distrito de Beja), e Alcácer do Sal, Grândola, Santiago do Cacém e Sines (todos pertencentes ao distrito de Setúbal)
AXXI - Alentejo XXI - Associação de Desenvolvimento Integrado do Meio Rural - Aljustrel, Beja, Castro Verde, Mértola e Vidigueira (todos pertencentes ao distrito de Beja)
APRODER - Associação para a Promoção do Desenvolvimento Rural do Ribatejo - Azambuja (pertencente ao distrito de Lisboa), e Cartaxo, Rio Maior e Santarém (todos pertencentes ao distrito de Santarém)
CHARNECA - Associação para a Promoção Rural da Charneca Ribatejana - Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Golegã e Salvaterra de Magos (todos pertencentes ao distrito de Santarém)
ESDIME - Agência para o Desenvolvimento Local no Alentejo Sudoeste - Aljustrel, Almodôvar, Castro Verde, Ferreira do Alentejo e Ourique (todos pertencentes ao distrito de Beja)
LEADERSOR - Associação para o Desenvolvimento Rural Integrado do Sôr - Mora (pertencente ao distrito de Évora), e Alter do Chão, Avis, Fronteira, Gavião e Ponte de Sor (todos pertencentes ao distrito de Portalegre)
MONTE – Desenvolvimento Alentejo Central, ACE - Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas e Vila Viçosa (todos pertencentes ao distrito de Évora)
ROTAGUADNA - Rota do Guadiana - Associação de Desenvolvimento Integrado - Barrancos, Mértola, Moura, Serpa (todos pertencentes ao distrito de Beja), e Mourão (pertencente ao distrito de Évora)
TBG - Associação Terras do Baixo Guadiana - Mértola (pertencente ao distrito de Beja), e Alcoutim, Castro Marim, Tavira e Vila Real de Santo António (todos pertencentes ao distrito de Faro)
TDENTRO - Terras Dentro - Associação para o Desenvolvimento Integrado - Alvito, Cuba e Vidigueira (todos pertencentes ao distrito de Beja), e Montemor-o-Novo, Portel e Viana do Alentejo (todos pertencentes ao distrito de Évora)

 

A taxa máxima de financiamento das despesas elegíveis é de 85%, e os apoios a conceder no âmbito destes avisos revestem a forma não reembolsável.

De forma a conhecer melhor esta medida, clique acima no nome de cada um dos Grupos de Ação Local.

Para obter apoio nesta matéria, deixe-nos os seus dados através do formulário abaixo, ou entre em contacto connosco através do endereço de e-mail dep.comercial@espaco-visual.pt ou através dos contactos telefónicos 224509047 / 917075852 / 924433183.