Proibição de Caça em Áreas Atingidas por Incêndios

Proibição de Caça em Áreas Atingidas por Incêndios

Os dois incêndios de grandes dimensões que ocorreram no mês de julho deste ano, nos concelhos de Mação, Sertã e Vila de Rei, afetaram significativamente as populações de espécies cinegéticas estabelecidas naqueles espaços rurais, pelo que a Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural julgou ser importante adotar medidas de proteção dos exemplares sobreviventes, considerando que o período legal de interdição da caça, em áreas percorridas por incêndios, é, nestes casos de ocorrência de incêndios de grandes dimensões, insuficiente para o efeito.

Tendo por objetivo o restabelecimento das populações das espécies cinegéticas na área referida, a Secretaria de Estado considerou ser de proibir o ato venatório nas áreas atingidas pelos incêndios e numa área de proteção envolvente, até ao termo da presente época venatória, excecionando desta proibição a caça ao javali pelo processo de espera, dado tratar-se de uma população com elevado número de efetivos, carecendo de uma gestão de adaptação destes aos parcos recursos existentes no meio.

Importa nestes termos alterar a Portaria n.º 105/2018, de 18 de abril, que estabeleceu o calendário venatório para as épocas 2018-2019, 2019-2020 e 2020-2021, no sentido de proibir, na presente época, a caça nas áreas referidas, com exceção da caça ao javali pelo processo de espera em zonas de caça.

De forma a conhecer melhor estas alterações, aceda aqui à portaria n.º 283/2019, de 30 de agosto.