Programa REVIVE Ainda com 3 Imóveis a Concurso

Programa REVIVE Ainda com 3 Imóveis a Concurso

O Programa REVIVE, que a Espaço Visual ajudou a promover durante o ano passado, tem ainda três imóveis a concurso destinados a fins turísticos. Continue a descer para os conhecer melhor.

​​​​Uma iniciativa conjunta dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças, com a colaboração das autarquias locais e a coordenação do Turismo de Portugal, o Programa REVIVE abre concursos públicos internacionais com vista à recuperação de vários imóveis de reconhecido interesse, através do modelo de concessão por 50 anos.

Palacete dos Condes Dias Garcia | São João da Madeira

Palacete dos Condes Dias Garcia

Construído na viragem do século XIX para o século XX, o palacete dos Condes Dias Garcia é um exemplar arquitetónico do “estilo abrasileirado” ou “arquitetura dos brasileiros”, símbolo da afirmação e do prestígio pessoal e riqueza do seu proprietário, António Dias Garcia, natural de S. João da Madeira, que aos 12 anos emigrou para o Brasil e ali fez fortuna. A concessão do Palacete tem em vista a realização de obras, incluindo de infraestruturas, e posterior exploração para fins turísticos, como estabelecimento hoteleiro com a classificação de 4 estrelas ou superior.​​

Prazo limite para apresentação de propostas: 6 de março de 2020​

 

Quinta do Paço de Valverde | Évora

Quinta do Paço de Valverde

Classificado como Imóvel de Interesse Público e a poucos quilómetros da cidade de Évora, este edifício localiza-se numa paisagem rural idílica e harmoniosa, onde um aqueduto, lagos e fontes nos jardins formam um sistema hídrico muito especial. É um palácio episcopal que remonta ao início do século XVI, perto do rio Valverde, construído por iniciativa da diocese ou do bispo de Évora, para servir de local de descanso aos seus membros e, mais tarde, como convento de Frades capuchinhos (1517). Continuam a existir muitos restos arquitetónicos do edifício original, alguns de estilo manuelino, como a pequena capela do pátio do convento. Destaca-se, ainda, o Jardim de Jericó, e o Lago dos Cardeais, decorado em torno de uma estátua de Moisés.

​Prazo limite para apresentação de propostas: 27 de Abril de 2020​​​

 

Forte da Barra de Aveiro | Ílhavo

Forte da Barra de Aveiro

O Forte da Barra de Aveiro é uma fortificação do tipo abaluartado, edificada no século XVII, no período pós-restauração. Fez parte de um conjunto de fortalezas joaninas, construídas no mesmo período, para reforçar as fronteiras do reino. Em meados do século XIX, a fortaleza perdeu importância defensiva e estratégica, sendo desativada das suas funções militares. Ainda serviu de local de orientação para entrada de barcos na Barra de Aveiro, mas perdeu essa função com a construção do farol da Barra. O imóvel, classificado como Imóvel de Interesse Público, tem uma localização privilegiada, sobre a foz do rio Vouga, em pleno Porto de Aveiro, na ilha da Mó de Baixo.

​Prazo limite para apresentação de propostas: 4 de maio de 2020

 

Para obter apoio nesta matéria, deixe-nos os seus dados através do formulário abaixo, ou entre em contacto connosco através do endereço de e-mail dep.comercial@espaco-visual.pt ou através dos contactos telefónicos 224509047 / 917075852 / 911768809.