Previsão de Abertura de Candidaturas Jovem Agricultor* de julho a agosto: o momento é agora!

Spread the love

 

O PLANO PREVISIONAL DO PDR2020 prevê a Abertura das Candidaturas ao Prémio Jovem Agricultor + Apoio à instalação aos *Jovens Agricultores dos Territórios Vulneráveis (Perigo de Incêndio) nos meses de julho a agosto!

Como sempre, a Espaço Visual e a AgroB asseguram-lhe todo o suporte na elaboração da sua Candidatura e na definição da estratégia e respetivo Modelo de Exploração, assim como a Formação para Jovens Agricultores mais flexível e económica do mercado. A preparação de uma candidatura pode ser bastante complexa e existem critérios que poderá antecipar para garantir a pontuação mais alta possível.

Será que reúne todas as condições para a sua candidatura ser aprovada? Explicamos tudo neste artigo!

 

 

Quem pode concorrer e quais os apoios?

As candidaturas de apoio à instalação de Jovens Agricultores estão previstas decorrerem nos meses de julho e agosto e são exclusivas para Jovens Agricultores dos Territórios Vulneráveis – Perigo Incêndio. Podem concorrer jovens com idade entre os 18 e 40 anos (inclusive) e que se instalem pela primeira vez na atividade agrícola.

Com base nos anos anteriores, é expectável que a taxa de apoio à instalação seja entre 40% a 50% do investimento realizado pelo Jovem Agricultor e, ainda, um Prémio por ser Jovem e se instalar no setor agrícola, que poderá rondar valores entre 20.000€ a 30.000€!

Estes apoios são não reembolsáveis, pelo que esta pode ser a oportunidade para os Jovens investirem no setor agrícola e, muitas das vezes, realizarem uma reconversão profissional. 

 

Quais os territórios abrangidos?

No total, são englobados neste grupo 15 distritos e 164 concelhos. A partir deste quadro conceptual e metodológico, determinou-se no Decreto-Lei n.º 28-A/2020, de 26 de junho, que são considerados territórios vulneráveis as freguesias que verifiquem as seguintes condições: 

a) As freguesias do continente em que mais de 40% do território se encontra sob perigosidade alta e muito alta de incêndio rural;

b) As freguesias do continente que, não cumprindo o critério de perigosidade estabelecido na alínea anterior, sejam totalmente circundadas por freguesias que cumpram o citado critério.

A Portaria n.º 301/2020 de 24 de dezembro, aprova a delimitação dos territórios vulneráveis com base nos critérios fixados no artigo 2.º do Decreto -Lei n.º 28-A/2020, de 26 de junho. A delimitação dos territórios vulneráveis é reviste sempre que seja atualizada a carta de perigosidade de incêndio rural pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, I.P.

Saiba quais são os territórios identificados como “Vulneráveis” na respetiva no Mapa das Freguesias Vulneráveis disponibilizado na respetiva portaria. 

 

Figura: Mapa das Freguesias Vulneráveis – Perigo de incêndio, segundo a Portaria n.º 301/2020 de 24 de dezembro
(fonte: https://dre.pt)

 

Como aumentar a pontuação da minha candidatura?

Um dos fatores mais importantes para aumentar a sua VGO é a Formação que detém à submissão da candidatura. Quem concorrer a estes apoios com as 200 horas de formação concluídas verá a pontuação da sua candidatura incrementada.

Após a assinatura do termo de aceitação, os candidatos têm um período de 24 meses para concluir a formação de Jovem Agricultor. No entanto, quem concluir as 200 horas antes da submissão, não só terá a sua VGO aumentada, como já não terá de realizar a formação após a aprovação da candidatura.

 

No caso de dúvidas, quem posso contactar?

Caso pretenda mais esclarecimentos quanto à Formação Jovem Agricultor, encontrará informação detalhada sobre as formação elegíveis na nossa página Cursos ou contactar um dos nossos gestores de formação:

 

Que formações posso fazer?

Várias pessoas entendem que existe um curso com a duração de 200 horas, mas isto não funciona desta forma. Existem vários módulos, com diferentes cargas horárias e assentes no Catálogo Nacional de Qualificações, que constituem um percurso formativo de 200 horas. Isto significa, que poderá escolher os módulos que melhor se adequam às características e necessidades do seu investimento.

Neste percurso, o módulo de Agricultura Sustentável (UFCD 7580) é a formação base de carácter obrigatório e corresponde a 50 horas. As restantes 150 horas de formação complementar poderão ser numa componente transversal (indicado para os candidatos que ainda não definiram a sua área de negócio) ou numa vertente específica nas áreas vegetal, animal ou apícola.

 

Onde posso realizar a formação?

Se pensa que tem de se deslocar para realizar a formação, a AgroB tem a solução para si! Com a nossa oferta formativa em e-Learning, poderá realizar o percurso de 200 horas de forma flexível, ao seu ritmo, sem necessidade nem custos de deslocações e com conteúdos disponíveis 24h/dia. Além destas vantagens, garantimos ainda:

  • Melhor preço de mercado (dedutível em 30% nas despesas de IRS);
  • Formação certificada DGERT com emissão de certificado através da plataforma SIGO;
  • Partilha de experiências numa rede de networking com especialistas e empresários da área agrícola;
  • Experiência de uma plataforma de ensino à distância de simples utilização;
  • Sistema de tutoria ativa através do qual poderá esclarecer todas as dúvidas com os nossos formadores e e-tutores!

 

Que formações a AgroB tem disponíveis para este período de candidaturas?

Para conseguir concluir a formação a tempo deste concurso, a AgroB Business School EV tem disponíveis novas edições com início a partir de 9 de agosto. Estes cursos poderão decorrer ao longo de 6 semanas (no caso de módulos de 50 horas) ou de 4 semanas (para módulos de 25 horas). 

Para completar as 200 horas, para além de Agricultura Sustentável (50h), poderá escolher entre os cursos transversais de Agricultura Biológica (50h), Segurança e Saúde no Trabalho Agrícola (50h), Nutrição das Plantas (25h), Proteção das Plantas (25h), Processos e Métodos de Rega e de Drenagem (25h).