Rentabilidade_Agricltura_ Investimento_agrícola

Rentabilidade das Atividades Agrícolas

A rentabilidade de um negócio agrícola consiste na capacidade que essa atividade, produtiva ou não, tenha para conseguir rendimentos cujo valor monetário possa pagar todos os encargos, reais e atribuídos e ainda se obtenha uma remuneração adicional. Quanto maior for este último valor, em percentagem do capital investido ou alocado ao negócio, maior é a rentabilidade alcançada, maior o seu interesse.
Na agricultura exploram-se as plantas ou animais, cujos ciclos biológicos de desenvolvimento normalmente demoram meses ou anos, daí que, a rentabilidade nas atividades agrícolas mais usuais sejam de médio (3 a 5 anos) ou longo prazo (igual ou superior a 6 anos). A agricultura é um negócio cuja rentabilidade requer paciência, conhecimento da atividade, solo, clima, mercado, etc.
 

Controlo e análise da rentabilidade na agricultura
A rentabilidade real e potencial, deve ser avaliada ao longo do tempo, pelo menos no final de cada ano ou campanha/ciclo de produção, comparando o que se obteve até essa data com o inscrito no plano de negócio agrícola, o seu ponto de evolução atual e a partir daqui, a capacidade que pode vir a gerar no futuro.
A monitorização diária e permanente de todas as operações culturais e respetivos custos, o controlo operacional tendo em conta obter determinada produtividade dos fatores de produção, sejam mão-de-obra, máquinas equipamentos, trabalho, etc. é condição sine qua non para se obter rentabilidade, dado que o negócio agrícola é resultante de uma multiplicidade de tarefas que se desenvolvem no espaço, poucas vezes confinadas e no tempo, ao longo de meses, anos, algumas vezes acima de uma década.

A importância do controlo de custos na rentabilidade
O principal fator de produção na agricultura é a mão de obra permanente, daí que, a rentabilidade esteja muito ligada à sua qualidade e competência, seja ela mão de obra permanente, chefe de exploração, chefes de equipas, operadores especializados, etc. ou mão de obra temporária, trabalhadores para trabalho de campanha, operações culturais pontuais mais exigentes no desenvolvimento de tarefas que têm determinado período temporal ou datas para serem executadas. O custo de alimentos, medicamentos, etc. para animais e fitofármacos, fertilizantes, etc. para vegetais, são determinantes para ter-se sucesso económico no negócio. O empresário agrícola deve fazer tudo ao seu alcance para baixar o custo dos fatores de produção, embora na maioria dos casos, a diminuição dos custos conseguida não é por si só fator determinante na obtenção de rentabilidade agrícola. Há no entanto, um fator que depende do empresário agrícola e que faz com que o ganho por unidade de produto possa ser mais elevado, o incremento das produções por unidade de superfície de cultura ou por animal, percentualmente acima do incremento dos custos e a obtenção de um perfil de produto com maior valorização por unidade (“tipo de produto que o mercado quer trocar por euros”). 

A consultoria como fator determinante na obtenção de rentabilidade na agricultura
Para haver rentabilidade é preciso haver massa crítica, perceber o que é mais importante, a cada momento, o que é determinante, os pormenores que fazem a diferença. Para se perceber o todo e as partes, a sua integração no tempo e no espaço, como o fazer num projeto agrícola, atividades novas ou já existentes na exploração agrícola, que passam pelo planeamento, o networking, a capacidade de obtenção de conhecimento e de gestão. Em todas estas fases a consultoria através do trabalho de técnicos especializados trazem valor acrescentado pelo know how, conhecimento, experiência de lidar com muitas explorações agrícolas diferentes, assertividade em desenhar e implementar os processos, rigor, etc. Por outro lado, também multiplica o valor quando a consultoria é realizada através de equipas técnicas multidisciplinares experientes nos processos.

A importância da contabilidade e gestão na rentabilidade agrícola
Nos dias de hoje muito do que diz respeito à rentabilidade joga-se no aspeto contabilístico e fiscal. Neste ponto a Espaço Visual é líder de mercado através do seu departamento de contabilidade e gestão, sendo responsável por quase meio milhar de contabilidades agrícolas e agroindustriais ao longo de todo o território de Portugal. Este departamento de contabilidade e gestão da Espaço Visual é altamente especializado, tira partido do alargado leque de vicissitudes e casos que acontecem na realidade da vida quotidiana no alargado leque de empresas agrícolas que acompanha, resolve-os, melhora-os, antecipa soluções e previne profilaticamente os problemas. Em suma, dá descanso ao empresário agrícola e deixa que ele se possa focar na gestão do dia a dia da sua exploração agrícola, pois retira-lhe tudo o que é burocracia, relacionamento com a máquina fiscal e da segurança social.  

A equipa de consultores da Espaço Visual, Eng. Sónia Moreira (917 075 852) e Arq. Benjamim Machado (924433183) estão à Vossa disposição para indicar que serviços a Espaço Visual pode prestar e são muitos, por exemplo, planos de negócios, projetos técnicos, visitas técnicas de campo, assistência técnica, globalgap, licenciamentos, formação profissional, contabilidade, seguros, assessoria de gestão, avaliações de propriedades, etc. para melhorar a rentabilidade da sua empresa agrícola. A Espaço Visual contribui de forma direta para o desenvolvimento da economia de Portugal pelo incremento da rentabilidade das explorações agrícolas suas clientes.